Organizações e grupos que compõem o FOPIR:

  • Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as – ABPN

obpnA ABPN é uma associação civil, sem fins lucrativos, filantrópica, assistencial, cultural, científica e independente, tendo por finalidade o ensino, pesquisa e extensão acadêmico-científica sobre temas de interesse das populações negras do Brasil.

Acesse: http://www.abpn.org.br/novo/

 


  • Articulação de Organizações de Mulheres Negras Brasileiras – AMNB

articulacao-m-n-bA Articulação de Organizações de Mulheres Negras Brasileiras (AMNB) é uma rede de organizações de mulheres negras distribuídas por todas as regiões do Brasil. A AMNB tem como missão promover a ação política articulada de grupos e organizações de mulheres negras realizando o enfrentamento ao racismo, ao sexismo, à opressão de classe, à lesbofobia e à todas as formas de discriminação, a fim de contribuir com a transformação das relações de poder no Brasil.

Acesse: http://www.amnb.org.br

 


  • Associação Redes de Desenvolvimento da Maré / Redes da Maré

redes-da-mareOrganização da Sociedade Civil de Interesse Público direcionada à realização de estudos e pesquisas e atuação em projetos no campo da educação; arte e cultura; mobilização social; segurança pública; desenvolvimento local; comunicação; combate à violência; e geração de trabalho e renda.  .

Acesse: http://redesdamare.org.br


  • Baobá – Fundo para a Equidade Racial

baobaFundado em fevereiro de 2011, o Baobá é uma associação sem fins lucrativos, com a missão de promover a equidade racial no Brasil. Trata-se de um fundo em fase da construção e consolidação do seu fundo patrimonial, que tem como objetivo, em longo prazo, se tornar sustentável e ter receita própria para apoiar as iniciativas em prol da equidade racial. Nossa meta é estimular o crescimento da cultura de justiça social e filantropia, baseado em ações éticas, justas e efetivas para a transformação social do país.

Acesse: www.baoba.org.br

 


  • Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades – CEERT

ceertCriado em 1990, o CEERT é uma organização não-governamental que produz conhecimento, desenvolve e executa projetos voltados para a defesa de direitos e promoção da igualdade de raça e gênero. Os principais projetos do CEERT ocorrem nas áreas de acesso da população negra à Justiça, ao direito de igualdade racial, à liberdade de crença, bem como de implementação de políticas públicas, de educação, saúde e relações de trabalho.

Acesse: www.ceert.org.br


  • Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial do Rio de Janeiro – Cojira-Rio

Desde 2003, a Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial do Rio de Janeiro (Cojira-Rio) atua como órgão consultivo e de execução de atividade específica no Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro (SJPMRJ). Tem como missão lidar com as questões relacionadas a discriminação racial no mundo do trabalho secundada pela educação. Entre as ações, se destacam o incentivo, a difusão e a instalação de fóruns similares nas entidades sindicais, a organização de seminários anuais e a realização do Prêmio Nacional Jornalista Abdias Nascimento.

Acesse: http://jornalistas.org.br/index.php/tag/cojira/


  • Geledés – Instituto da Mulher Negra

geledesFundado em 30 de abril de 1988, o Geledés – Instituto da Mulher Negra é uma organização da sociedade civil que se posiciona em defesa e promoção dos negro e de mulheres particularmente, através de projetos nas áreas de direitos humanos, educação, saúde e comunicação. Participa de diversas iniciativas de advocay da sociedade civil de monitoramento e incidência em políticas públicas, nos âmbitos municipal, estadual, federal e internacional e possui status consultivo na Organização dos Estados Americanos -OEA, bem como credenciamento junto a ECOSOC, Nações Unidas. A instituição mantém um Portal que é o espaço de expressão pública, de defesa da cidadania e dos direitos humanos e denúncia permanente.

Acesse: http://www.geledes.org.br/

 


  • Grupo de Estudos Multidisciplinares da Ação Afirmativa (GEMAA)

gemaaO GEMAA é um grupo de pesquisa dedicado ao estudo das ações afirmativas, com inscrição no CNPq e sede no IESP-UERJ. Atualmente desenvolvemos um conjunto de projetos de pesquisa sobre as ações afirmativas no contexto brasileiro e mundial, a partir de uma variedade de abordagens metodológicas e objetivos. Além disso, o GEMAA organiza eventos e discussões sobre o tema das ações afirmativas no Brasil.

Acesse: http://gemaa.iesp.uerj.br/

 


  • Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc)

inescO Instituto de Estudos Socioeconômicos – Inesc, é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, não partidária e com finalidade pública. Tem por missão: “Contribuir para o aprimoramento dos processos democráticos visando à garantia dos direitos humanos, mediante o diálogo com o/a cidadão/ã e a articulação e o fortalecimento da sociedade civil para influenciar os espaços de governança nacional e internacional e a consciência da sociedade.”

Acesse: http://www.inesc.org.br/

 


  • Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-brasileiros (IPEAFRO)

ipeafroO Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-brasileiros (IPEAFRO) tem duas frentes de atuação: (1) ensino da história e da cultura de matriz africana e das relações étnico-raciais e (2) a guarda, a exposição, a microfilmagem e a digitalização dos itens do acervo documental, iconográfico e museológico de Abdias Nascimento para sua preservação e para oferecer ao público acesso ao conteúdo desse acervo. As exposições do IPEAFRO atingem as duas frentes ao criar um espaço artístico para ilustrar e fundamentar as atividades de ensino e os trabalhos com educadores.

Acesse : www.ipeafro.org.br

 


  • Observatório de Favelas – OF

ob-favelaO Observatório de Favelas é uma organização da sociedade civil de pesquisa, consultoria e ação pública dedicada à produção doconhecimento e de proposições políticas sobre as favelas e fenômenos urbanos. Buscamos afirmar uma agenda de Direitos à Cidade, fundamentada na ressignificação das favelas, também no âmbito das políticas públicas.

Acesse: www.observatoriodefavelas.org.br

 


  • ODARA – Instituto da Mulher Negra

odaraO ODARA – Instituto da Mulher Negra é uma organização negra feminista que visa superar em nível pessoal e coletivo a discriminação e o preconceito, bem como buscar alternativas que proporcionem a inclusão sociopolítica e econômica das mulheres negras e seus familiares na sociedade.

Acesse: www.institutoodara.org.br